17/07/2009

Personalidade - Recordações da Infância em uma tarde melancólica

"Este mês como é de meu costume, falarei sobre uma pessoa, uma personalidade. A que me refiro tem caráter e uma personalidade que marcam. É uma flor em botão, mas dotada de um perfume e uma beleza que encantam, mesmo ao coração mais empedernido, mais duro.

Fui por ele conquistado de corpo inteiro. Quando não a encontro sinto que minha semana não vai ser agradável, não vai ser boa. Este pequeno botão de flor da vida a própria vida. É a meiguice, o amor a ternura em forma de gente. tudo o que ela toca, com suas pequenas e delicadas mãozinhas, se adoça, se converte em coisa boa, exultante com a vida, cheia de amor por todos e por tudo.

A você dedico este mês, o próximo, e todos mais que estejam por vir. Todos devem estar, por certo, curiosos para saber de quem se trata.

Vívian, que nosso Senhor a cubra de bênçãos, de prendas, além das que você já tem."

Álvaro Cunha Filho

Este texto foi feito para mim, quando eu devia ter meus 10 anos talvez. Morava no Rio, na Ilha do Governador. Frequentava a Paróquia do Loreto no Galeão. Recebíamos mensalmente um Informativo da Igreja, que tinha uma coluna chamada "Personalidade" escrita pelo saudoso Tio Álvaro, um velhinho que eu adorava. Aquela coluna agitava a comunidade. Era esperada com ansiedade por todos. todo mundo queria ter um texto lá.

Um dia a minha mãe chegou em casa com o jornalzinho na mão toda contente. A personalidade do mês era eu. A primeira criança. Fiquei tão feliz, tão contente e guardei com carinho aquela recordação. O tio Álvaro era como um avô para mim. Acabava as missas e ele passava longos minutos conversando comigo, e eu ficava atenta a tudo o que ele me falava, enquanto as outras crianças corriam pela pátio da Igreja.

Ele já se foi, mas o seu carinho e o seu texto ficaram comigo. Guardo em minha carteira, carrego para todos os lados, aonde quer que eu vá. E todas as vezes que estou desanimada, triste com alguma coisa, abro a carteira e leio o pequeno texto. É revigorante.

Foto: Arquivo Pessoal.

Um comentário:

Paula disse...

Oi Vívian!
O texto é a sua cara!!
Vc é mesmo uma flor de pessoa, suas palavras sensatas sempre me deixam feliz!
Bjão

Blog Widget by LinkWithin