25/11/2008

A Ética e o Banho

Hoje passei o dia pensando, conversando e falando sobre ética e eis que achei este texto. Um estudo feito por pesquisadores britânicos revelou que quando as pessoas tomam banho elas passam a ver atividades antiéticas como algo mais aceitável e razoável do que antes de entrarem no chuveiro. Os pesquisadores realizaram duas experiências e concluíram que a limpeza do corpo induz a uma atitude mais descontraída em relação à moral. O estudo foi influenciado por trabalhos anteriores, segundo os quais as pessoas tomam decisões mais éticas do que se esperaria quando elas se sentem sujas. O mais legal do texto é a analogia com a história de Jesus, quando Pôncio Pilatos lava as mãos na decisão de crucificar Jesus. Faz sentido!

E você o que acha disso?

Fonte: Opinião e Notícia

Leia o texto na íntegra em inglês aqui:

3 comentários:

Anne disse...

Faz sentido sim!

Ana Barros disse...

AHHH, que idéia deste povo !!! Vai tomar banho ! (no bom sentido!!!) :-)
Bjos

Soraia Medeiros disse...

Olha, esses pesquisadores britânicos me saem com cada uma... Acho que tomar banho me faz sentir limpa e minha titude suja ou limpa, deve ser igual. A moral e a ética não se influenciam dessa forma, penso eu... Olhando pelo lado da filosofia, que é minha área, se pensarmos em uma casa, a moral seria o que se vê:paredes, janelas e etc... A ética é o fundamento, ou seja, tudo que suporta a casa e a mantém de pé... Agora, o que isso tem a ver com um bom banho??? Eu vejo coisa...

Blog Widget by LinkWithin