27/02/2009

Terapia do Elogio

Recebi um e-mail esta semana bastante pertinente. Reproduzo aqui para vocês com algumas considerações minhas.

Terapeutas que trabalham com famílias, divulgaram uma recente pesquisa
onde nota-se que os membros das famílias brasileiras estão cada vez mais frios, não existe mais carinho, não valorizam mais as qualidades, só se ouvem críticas. As pessoas estão cada vez mais intolerantes e se desgastam valorizando os defeitos dos outros. Por isso, os relacionamentos de hoje não duram.

A ausência de elogio está cada vez mais presente nas famílias de média e alta renda. Não vemos mais homens elogiando suas mulheres ou vice-versa, não vemos chefes elogiando o trabalho de seus subordinados, não vemos mais pais e filhos se elogiando, amigos, etc.

Só vemos pessoas fúteis valorizando artistas, cantores, pessoas que usam a imagem para ganhar dinheiro e que, por consequência são pessoas que tem a obrigação de cuidar do corpo, do rosto.

Essa ausência de elogio tem afetado muito as famílias. A falta de diálogo em seus lares, o excesso de orgulho impede que as pessoas digam o que sentem e levam essa carência para dentro dos consultórios. Acabam com seus casamentos, acabam procurando em outras pessoas o que não conseguem dentro de casa.

Vamos começar a valorizar nossas famílias, amigos, alunos,subordinados. Vamos elogiar o bom profissional, a boa atitude, a ética, a beleza de nossos parceiros ou nossas parceiras, o comportamento de nossos filhos.

Vamos observar o que as pessoas gostam. O bom profissional gosta de ser reconhecido, o bom filho gosta de ser reconhecido, o bom pai ou a boa mãe gostam de ser reconhecidos, o bom amigo, a boa dona de casa, a mulher que se cuida, o homem que se cuida, enfim vivemos numa sociedade em que um precisa do outro, é impossível um homem viver sozinho, e os elogios são a motivação na vida de qualquer pessoa.

Lá em casa costumo insistir nisso. Não sei se é reflexo de uma vida inteira de complexo de inferioridade, só sei que vivo elogiando a minha filha nas coisas mais simples do dia-a-dia. Se ela arruma o quarto, se ela comeu bem no almoço, se ela se comportou, etc. O que quer que ela faça até um desenho cheio de rabisco, procuro valorizar. Penso que ações como estas podem encorajá-la e dar segurança em sua vida futura. Não sei se isso irá funcionar, mas o reflexo dos meus elogios já deram frutos. Se eu faço um almoço gostoso, ela tece vários elogios. Se a sobremesa agrada, lá vem mais elogios. Os elogios dela me fazem um enorme bem. Acaba sendo uma troca.

Aproveite e faça alguém mais feliz hoje com um simples, mas sincero elogio.

Foto: BackFlip King's Blog

5 comentários:

Ana Barros disse...

acredito que "Muito obrigada", "Por Favor" e palavras deste tipo são muito importantes no dia a dia e devem sim ser ditas não só no trabalho, mas dentro de casa, sempre, para aqueles que amamos.

Ana Barros disse...

Oi Vivi,
Comece com uma coisa só, é mais fácil. E lembre-se: não é nada impossível, mesmo pq depois dos 40 dias vc vai poder matar as saudades :-)
bjos

Anne disse...

Eu também tenho até hoje este complexo de inferioridade, recentemente minha mãe conversou comigo sobre isso..

P.S - Vote na enquete para escolher o prêmio que será sorteado no Verdades.

POPI by Paula disse...

Amores, aqui em casa também tudo q se faz é super valorizado.
Não por complexo mas por adorar tudo q é feito por qualquer um de nós qdo é com boas intenções.
Bjus da Paula

Elisabete Tavares Affonso CRT 44107 disse...

oi amei seu blog, uma graça parabéns, já virei seguidora e fã
beijinhos

Blog Widget by LinkWithin